Os impostos que os Estados cobram e que os contribuintes pagam na expectativa de ter educação, saúde, praças bonitas, ruas limpas, iluminação pública, na verdade, quase sempre, são canalizados para pagar os luxos e prazeres dos que estão no Estado, não para ajudar o povo mas sim para se aproveitarem ao máximo dos benefícios: Carro de luxo para ele e sua família, telefone e telemóvel pago sem limitações de chamadas, gasóleo para o carro deixado na garagem desde que a “mama” começou, carona de filhotes e sobrinhas para creche e escolas, apartamento de luxo pago, viagens e estadias em hotéis para comitivas de visitas sem fim. Enfim, a lista é grande.

Eu vejo essa moda a se instalar em Cabo Verde. Cada vez mais, surgem mais Ministérios, Institutos, Projectos, Fundos, Direcções de Serviços, Agências de regulação de não sei quê, que o cidadão comum nem sabe o nome quanto mais o objectivo e função.

ATENÇÃO: O vídeo contém alguma linguagem imprópria e muito palavrão. Porém, passa uma mensagem muito boa. Por isso, vale a pena publicitá-lo tendo em conta o seu objectivo maior.

Gostou do nosso artigo? Não gostou? Dê like, comente e partilhe com os teus amigos no facebook! Obrigado.

Anúncios