DSC_0012

No ano de 2005, foi introduzido a fórmula de retenção mensal. Essa fórmula foi desenvolvida para ser aplicada para todos os contribuintes Pessoas Singulares, independentemente do seu Estado Civil.

Já no ano de 2006, o Estado entendeu que deveria separar as coisas e instituir mais duas fórmulas de retenção na fonte. Sendo assim, ficamos com 3 fórmulas para serem aplicadas.

Fórmula de retenção na fonte para:

  1. Não casados:

As diferenças com a fórmula única de 2005 são:

A substituição do valor “394.000$00” por uma variável “EF”.

A letra “N” que substitui a “Tx”
V que substituiu a letra “R”, mas sem nenhum efeito prático, ou seja, apenas se alteração a letra R para V. Talvez ficou mais bonito assim.

Onde:

EF são os Encargos Familiares considerando os valores do plafound de cada situação

N é a taxa normal a ser aplicada conforme tabela em vigor e resultante do valor de . A tabela em vigor a que se refere nesta parte, é a tabela que contém as Taxas do Método Declarativo.

  1. Casado Único Titular

Para este caso N deve ser calculado tendo em conta o valor resultante de:

  1. Casado 2 Titulares

Na verdade, a fórmula é a mesma para não casados em 1. Não sei porque foi posto à parte.

Em relação à tabela de retenção mensal, continuou-se a aplicar a mesma do ano 2005.

Anúncios