Estará a DGCI a espera do aproximar da época festiva para “presentear” os contribuintes com o reembolso de IUR 2008?

É que, afinal de contas o mesmo foi prometido conjuntamente com o de 2007 e até agora nem sombra nem cheiro e a DGCI faz “ouvido de mercador” quando indagado pelos contribuintes.

Recordemos que o reembolso de 2007 aconteceu também em Dezembro de 2010.

Tendo em conta que não vai haver 13º mês e nem “tipo prémio de produtividade”, ao menos o reembolso, mesmo que seja a título de “FESTA DE NATAL” que, certamente, o contribuinte agradece.

E entra aqui, mais uma vez a questão de (in)justiça das finanças. Quando é para receber: “dá cá senão tem multa e juros”. Quando é hora de pagar (devolver) vem a desculpa esfarrapada: “Isso já é com o Tesouro! ou “Quando for, ficarão a saber pela entidade patronal”.

Anúncios