Divulgao-dos-maiores-devedores-das-finanas-black-list-fo-fisco.jpg

Se em Portugal já é prática, na Europa e EUA nem preciso falar. Porque será que copiamos, religiosamente, quase tudo de Portugal mas ainda não copiamos essa prática?

Quantas vezes já não ouvimos relatos de que as finanças não conseguem cobrar impostos destes ou daqueles contribuintes. Com a crise que já ninguém pode e nem deve negar, é chegada a hora de se tomar medidas e a nossa primeira proposta é de que deve-se publicar, num sítio na internet, todos os nomes e os valores das dívidas dos maiores contribuintes ao fisco, tanto das empresas como das pessoas singulares e, já agora, que se divulgue também as dívidas das empresas e do Estado à Previdência Social.

Eu sei que muitos vêm logo com a desculpa de sigilo fiscal mas eu penso que o interesse nacional aqui deve falar mais alto. Quem não deve não teme, literalmente.

Na verdade, as finanças deviam dar mais informações aos contribuintes. 2ª Proposta: Deviam, por exemplo, publicar no sítio que sugerimos, informações estatísticas ligadas à performance das cobrança de todos os impostos por parte da DGCI: IUR-PC, IUR-PS, IVA, I. SELO, etc., tudo em nome de mais transparência e de direito à informação dos contribuintes consagrados no Código Geral tributário.

3.ª Uma outra proposta nossa é de que não devia ser permitido a qualquer cidadão candidatar-se ou ocupar qualquer alto cargo no estado ou a qualquer cargo político, se tiver dívidas perante as finanças ou perante a previdência social. Certamente esta ideia é prática normal em qualquer civilização democrática.

Então, agora que somos democratas e com prestígio de país de rendimento médio, mostremos que não é apenas fachada.

Vejamos a lista dos maiores devedores ao fisco em Portugal. E olha que a informação foi actualizada ontem (23-11-2011).

Anúncios